Compartilhar share

ESTIAGEM NA REGIÃO: 70% das propostas cadastradas no “Reconstrói SC” ficam sem aprovação

Publicado em 11/02/2022 às 17:41 - Atualizado em 11/02/2022 às 17:41


Créditos: Foto: Ascom Ameosc Baixar Imagem

A estiagem prolongada em Santa Catarina vem impactado diretamente nas lavouras do Extremo Oeste, com prejuízos importantes para os produtores e os municípios. Para minimizar os impactos da falta de chuvas, os agricultores catarinenses têm contado com a ajuda do programa Reconstrói SC, do Governo do Estado, que oferece condições de pagamento facilitadas e um desconto de 50% no valor financiado.

Os investimentos são aplicados em recuperação de estruturas, máquinas ou equipamentos, visando à continuidade dos processos produtivos e a restituição da condição de moradia para as famílias rurais afetadas. O limite de enquadramento é de até R$ 10 mil por família. Na região da Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina (Ameosc) que abrange 19 municípios, até o momento foram encaminhadas 3.582 propostas, das quais 1.450 foram aprovadas. Aproximadamente 70% propostas ficaram sem aprovação ou credenciamento para receber o recurso de R$ 10 mil.

O presidente da Ameosc, prefeito de Anchieta Ivan Canci, salienta que a Associação irá solicitar recursos para que todos os agricultores sejam atendidos e possam ter os prejuízos ocasionados pelas futuras estiagens minimizados.

“A estiagem foi severa. São três anos seguidos. Essa demanda enorme por melhorias nas propriedades e o pedido para armazenar água não atendida pelo recurso do estado tem que ser suprido para que nós tenhamos, nas futuras estiagens, o seu efeito mitigado, seu efeito diminuído. Por isso, vamos remeter ao Governo do Estado e também ao Governo Federal uma solicitação de novos aportes de recursos para que esses agricultores sejam atendidos”, salienta.