Prefeitos deliberam e decidem que aulas na região acontecerão de forma online até o dia 1º de março

Publicado em 16/02/2021 às 17:13 - Atualizado em 16/02/2021 às 17:14


Créditos: Reprodução | Internet Baixar Imagem

A bandeira vermelha que coloca o Extremo Oeste entre as regiões de Santa Catarina em risco potencial gravíssimo para Covid-19 e o aumento de óbitos no Estado tem preocupado os prefeitos da Ameosc (Associação dos Municípios do Extremo Oeste de Santa Catarina). Nesta terça-feira (16), uma assembleia virtual extraordinária foi realizada com o objetivo de tratar sobre a atual situação envolvendo o Covid-19 nos municípios da região e a retomada das aulas presenciais na rede pública, até então prevista para esta quinta-feira (18). Além dos prefeitos dos municípios abrangidos, participaram da reunião o coordenador do Colegiado de Educação, secretário de Educação de Descanso, Maicon Rosin e a secretária de Educação de Mondaí, Sandra Schuh.

Em deliberação, os prefeitos decidiram adiar o retorno das aulas presenciais para o dia 1º de março. Até lá, as aulas ocorrerão de maneira 100% remota a partir do dia 18 de fevereiro. A medida levou em consideração a preocupação dos gestores com o atual cenário de aumento de casos, lotação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e óbitos por Covid-19 nos municípios. A única exceção é do município de Princesa que retomou as aulas presenciais ainda na segunda-feira (15) e irá manter esse formato pelo menos até o dia 1º de março. Antes desse prazo, os prefeitos devem voltar a se reunir e reavaliar a possibilidade de retomada presencial.

A secretária de Saúde de Palma Sola e coordenadora do Colegiado Regional da Ameosc, Débora Prevedello Durigon, falou sobre a preocupação com o atual cenário. “A região vive nesse momento a pior fase desde o início da pandemia. Estamos sentindo isso na pele. Os casos registrados vêm aumentando depois da divulgação da vacina. Hospitais de Chepecó, São Miguel do Oeste e Maravilha estão com UTI’s lotadas. Este é um momento de alerta”, disse.

Outras restrições também serão tomadas para diminuir o estágio de contágio na região:

  • Bares e restaurantes, por exemplo, só poderão servir almoço. As demais refeições poderão ser comercializadas somente na modalidade de delivery;
  • Os clubes e praças recreativas também terão as atividades suspensas;
  • Velórios poderão ter, no máximo, seis horas de duração para as despedidas;
  • As academias deverão funcionar somente com 50% da capacidade e controle rigoroso do uso do álcool gel e máscaras;
  • Escolinhas esportivas, cultos e celebrações religiosas estão com atividades suspensas até uma nova decisão;