Região da Ameosc registra crescimento no Movimento Econômico

Publicado em 30/01/2020 às 14:21 - Atualizado em 30/01/2020 às 14:22

O Movimento Econômico da Região da Ameosc, que engloba os 19 municípios do extremo oeste catarinense, registrou um crescimento de 5,88% em 2018. Ao todo, a região teve um valor adicionado de R$ 5.214.097.737,68; o crescimento foi de R$ 289.497.579,07 em relação a 2017. No mesmo período, o Estado cresceu 5,73%.

O Movimento Econômico, também conhecido por Valor Adicionado, está relacionado com as operações ocorridas nos municípios (vendas das empresas, vendas da produção agropecuária, consumo de energia elétrica, serviços de telecomunicação), e serve como base de cálculo para o rateio do ICMS - imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação, do Estado.

Acerca do imposto, o Estado fica com 75% do total arrecadado; dos 25% restantes, 15% são divididos igualmente entre as 295 cidades e os outros 85% distribuídos de acordo com o Movimento Econômico de cada uma. Os dados de 2018, por exemplo, que foram apurados no ano de 2019, servem de base ao cálculo do IPM – Índice de Participação dos Municípios e o rateio do ICMS em 2020.

Movimento Agropecuário
O setor agropecuário é responsável por 52,19% do movimento econômico dos municípios da região da Ameosc. Em 2018, o movimento agropecuário obteve um crescimento de 9,56% comparado a 2017; o valor alcançado foi de R$ 2.721.309.067,37.

O município com maior participação do agropecuário é Barra Bonita, em 2018, o setor correspondeu a 90,51% do movimento econômico total. Já o município com maior crescimento neste setor, foi Dionísio Cerqueira, com uma marca de 25,93%.

Maiores valores no geral 
Itapiranga é o município com o maior movimento econômico da região, com um crescimento de 3,66%; em 2018, o valor atingido foi de R$ 842.807.155,07.

Mesmo tendo experimentado uma redução de -5,35%, São Miguel do Oeste continua na segunda posição, no período, o município registrou um montante de R$ 755.534.400,38 em seu movimento econômico. Mondaí, que teve um crescimento de 15,11%, vem na sequência, com R$ 504.335.107,92.

No geral, no entanto, os maiores crescimentos registrados foram com os municípios de Barra Bonita (19,34%), Guaraciaba (18,04%) e Santa Helena (16,16%).

Em anexo, a tabela com os valores de cada município.